Pano Mito

Eu nem gosto muito de miniaturas e bonecos, hoje em dia. Nem é uma questão de “ah, sou adulto e isso é coisa de criança”. É que eu não tenho onde guardar, meu quarto já é um amontoado insano de coisas. Por essa razão doei todos meus cavaleiros do zodíaco há um tempo atrás (junto com todos meus bonecos, e eram muitos).

Porém, eu ainda curto ficar mexendo nas miniaturas hentai do meu melhor amigo – enquanto ele me encara como uma mamãe ursa afastada de seus filhotes, rosnando e babando em fúria, esperando a primeira pecinha cair no chão pra espalhar minhas tripas pelo chão. E curto também ficar olhando umas fotos de miniaturas na internet, principalmente as “novas” de CDZ – o tal do Cloth Myth, cujo nome nem faz sentido.

Hoje tava olhando umas de bobeira e lembrei do cavaleiro que eu mais queria ter. Não era o Shiryu, nem o Radamanthys. O Shaka eu já tinha, naturalmente, pois meus pais perceberam rapidamente que faria sentido me dá-lo. E acharam legal também me dar o Shun. Mas tudo bem, eles me forneceram abrigo e alimento durante todo esse tempo, então merecem um desconto.

Apesar do nome, as miniaturas não são de pano. Tampouco de “mitos” (a minha sorte é que esse blog é pouco visitado, porque eu tenho CERTEZA que apareceriam 270 malas querendo me explicar o significado do nome – EU SEI!!). Elas são feitas de foderosidade condensada.

Nem se comparam às antigas, que o pessoal chama hoje em dia de “Vintage” – mas são só as velhonas mesmo em que as armaduras caíam quando você ia soltar um “Meteoro de Pégaso”. E se eu me lembro bem, os preços atuais nem estão muito mais altos do que na época (ainda mais considerando a pindaíba em que o país todo estava, até que o Plano Real foi lançado). Eu tenho certeza que o almoço lá em casa foi mais parco em alguns dias por culpa dos bonecos dos Cavaleiros do Zodíaco.

Até o Shun ficou legal! Mas continua bem gay.

Rolou um suspense pra falar qual era o cavaleiro que eu mais queria ter. Foi proposital. Enfim, era o Siegfried de Dubhe. Eu implorava todos os dias pros meus pais/padrinhos/tios/papai noel me darem o Siegfried. E olha que era ISSO que eu implorava pra ter. Sabe-se lá o que eu faria se, na minha época, a miniatura do Siegfried fosse assim:


A propósito, eu acabei ganhando o Hagen de Merak (Beta), e apesar de não ser o Siegfried, fiquei bem feliz também. Eu não sei mas, naquela época, quaisquer pedaços de plástico e metal colocados aleatoriamente juntos de modo a levemente lembrar personagens de um desenho animado eram muito legais.

Se essas miniaturas fossem lançadas naquela época eu nem posso imaginar o tipo de caos que ocorreria a cada natal ou dia das crianças. Seria o verdadeiro Apocalipse, crianças berrando com voz de demonho, exigindo miniaturas de seus cavaleiros favoritos, pais vagando ensandecidos pela cidade como zumbis (dos que correm), murmurando “bonecos” ao invés de “miolos”, brigando entre si até pra comprar o Shun.

E isso me faz pensar… sério mesmo que as técnicas de produção em massa melhoraram tanto em 10 anos (a série Cloth Myth é de 2003)? Eu desconfio que aquelas miniaturas antigas eram porcas de propósito – e venderam que nem água, do mesmo jeito.

Acho que esse foi o post mais nerd da história desse blog. Na semana que vem posto algo descolado, tipo uma foto minha em pé em cima da cama usando botas de couro de crocodilo e capacete de motoqueiro, cercado por garotas de programa e empunhando uma guitarra flying V com pintura de fogo, enquanto realizo um solo virtuoso com uma mão só e bebo uma garrafa de whisky com a outra.

————————————————-EDIT————————————————-

Ah, lembrei de um detalhe sórdido. No natal em que mais implorei pra ganhar o Siegfried, lembro de passar na casa de um primo depois da ceia. Eu já tinha aberto meus presentes e ficado feliz com o Hagen-não-Siegfried. Quando cheguei lá, eles estavam abrindo os presentes deles. Um muleque lá abre a caixinha dele, e era NADA MAIS, NADA MENOS do que o Siegfried de Dubhe. E ele nem sabia o nome do cavaleiro. Daí em diante sempre que a gente jogava bola eu fazia questão de chutar a canela dele.

Anúncios

17 Comentários on “Pano Mito”

  1. Fernanda disse:

    Ri mto na ultima parte. 😛

    E os bonequinhos ficaram legais mesmo, mas eu só tinha sailor moon….

    • Pedro disse:

      Já me senti meio mal em escrever “bonecos” ao invés de “action figure”, mas “bonequinhos” foi demais pra mim!!! Obrigado!

  2. Borodon disse:

    Ow e valeu pela tag “miniaturas-hentai-do-humberto”. Cunt.

  3. nomnomnoom disse:

    eu tenho vontade de ter esses bonecos (BONECO mesmo, deal with it, action figure é eufemismo), tão muito bem feitos. e me deprimem um pouco quando comparo com aqueles dos anos 90 de plástico tosco… tenho um shiryu e outros na minha estante que tirei a armadura e parece que tão todos de collant, aí coloquei eles fazendo poses de ballet… ficou legal…

    agora sim, LAST

  4. nomnomnoom disse:

    e te dar um shun foi sacanagem =/

    LAST, NINGUÉM ME SEGURA

  5. nomnomnoom disse:

    (atualiza! >=/ você já tem até post rascunhado pra clicar em publicar! =d)

    • Pedro disse:

      Achei o tom do meu rascunho cínico e depressivo demais. E um pouco insano. E como meu fim de semana foi ótimo, deixa pra outra oportunidade 😉

  6. nath disse:

    Eu queroooooooo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s