Top 10 vídeos/áudios da internet

Resolvi fazer um Top 10 com os vídeos e áudios mais engraçados que já vi na internet. Como é o MEU ranking, o período de avaliação começa em 1995, ano em que tive acesso à internet. Eu escolhi procurar por tudo pelo YouTube simplesmente porque é mais prático, mas alguns eram arquivos em mp3 ou até apresentações de powerpoint que rolavam nos primórdios da internet. No entanto, a maioria eu de fato vi pela primeira vez no YouTube, e quando não for o caso eu explicarei a fonte.

Meus critérios para escolha dos vídeos/audios foram:

– Tinha que ser engraçado

– Tinha que ser original de alguma maneira  (portanto nada de simplesmente bloopers de jogos ou cenas de filmes, tinha que ser algo produzido ou colocado por alguém especificamente para a internet, ainda que como paródia a um filme, jogo, série ou o que for)

– Tinha que ser engraçado pra caralho

– Tinha que estar no YouTube ou no meu PC, dá preguiça sair procurando bobagem pela internet (você acaba encontrando TUDO menos o que quer)

Se você discordar do meu ranking, o problema é todo seu.

10 – Going to the Store

Esse vídeo eu vi recentemente e é bem bizarro. Mas eu ri. Bastante. Então entra na lista.

9 – Funny Ninja Auditions

Esse vídeo eu tenho certeza acho que é mais antigo, apesar de ter sido postado no YouTube em 2008. Eu lembro de ter visto isso no CollegeHumor.com lá pelos idos de 2005, e é um clássico instantâneo. Apesar de todos os candidatos a ninja serem involuntariamente engraçados, o cara com cabelo black power rouba totalmente a cena.

8- PSA G.I. Joe Parodies

G.I. Joe era um desenho animado da década de 80. No final de cada episódio, como era comum em muitos desenhos dessa época, havia um anúncio (public service announcements) com o intuito de dar dicas importantes às crianças – como por exemplo “não coloque fogo na cozinha da sua casa”. Não tinha nada de espetacularmente engraçado nisso, até que Eric Fensler, cabeça da Fensler Films, resolveu pegar todos esses anúncios e… digamos… distorcê-los um pouco. Me lembro de ter assistido isso pela primeira vez em 2005 ou 2006. Eu não consegui escolher apenas um vídeo (são 24), então posto aqui a primeira parte da coletânea. Pra quem não achar totalmente doente e conseguir rir (como eu sempre ri), a segunda parte está lá no YouTube.

7- Electric Fence

Esse é bem curto, eu não sei de onde surgiu. Só sei que tenho no meu PC há bastante tempo e é o único vídeo do estilo “vídeo cacetadas” do ranking (que eu me lembre). É só um cara todo pimpão, andando like a boss, quando de repente descobre as propriedades da eletricidade.

O upload deu pau então coloquei o link do youtube mesmo.

6- Dois gifs

É, esse sexto lugar é duplo. Até porque são gifs animados, então não são exatamente vídeos. Logo são “meios” vídeos, enfim. É engraçado, apenas concorde.

5-  Eagle Man Commercial

Esse vídeo foi feito para ser um comercial de TV, portanto sim, eu estou roubando e ignorando completamente um dos meus critérios utilizados na escolha dos participantes desse ranking. Eu posso fazer isso, o ranking é meu. O fato é que eu não podia deixar de incluir isso aqui, as pessoas precisam conhecer a verdadeira publicidade de alto nível. Eu nem vou falar muita coisa, é só muito engraçado e aleatório uma águia careca macho gigante com algum tipo de retardo mental cair no capô de um carro e botar um ovo de avestruz, tudo isso pra convencer as pessoas a contratarem um seguro. Como se isso acontecesse todo dia.

Pensando bem… Acho que vou pedir pra incluírem algum tipo de cláusula que me proteja de águias gigantes, quando for renovar o seguro do meu carro.

4- Dramatic Cupcake Dog

Behold… for the cupcake is thy salvation! Tá, esse vídeo foi feito utilizando uma cena de um programa que eu esqueci o nome, porque lá em casa tem uns dois anos que não tem o canal GNT. A cena normal já é engraçada, simplesmente porque esse cão é uma estrela. Eu queria ter um cão desses…

3- Moço, eu quero um sapato! 

Esse é antigo. O vídeo deve rolar na internet desde pelo menos 2004, e pra quem tinha notado que não tinha nenhum vídeo brasileiro no ranking, toma. Tem sim. E bem colocado. Não tem como não rir de um fantoche (esqueci o nome, mas eu até tinha um desses, era comum no final dos anos 80) com voz de Sílvio Santos se lamentando por NÃO TER PÉ, ao som de uma balada triste de Evanescence.

2- Arnold’s Pizza Shop

Na verdade isso rolava em forma de mp3 pela internet. Trata-se da mensagem da secretária eletrônica de uma pizzaria de propriedade do Arnold Schwarzenegger – isso já grita OURO. O título original era “Jerky Boys – Arnold’s Pizza Shop”, sendo que Jerky Boys era uma dupla de comediantes de Nova Iorque especializada em aplicar trotes telefônicos. Apesar de ter sido atribuída à dupla, em minha extensa rápida procura não consegui achar a faixa listada em nenhum dos discos lançados pelos Jerky Boys. Fato é que o áudio é antigo, venho escutando diariamente desde 2000 e sem dúvida nenhuma é um clássico (sei de cor várias das frases ditas). O que torna tudo mais engraçado ainda provavelmente é o gordinho (sim, eu sei que ele é gordinho só pela risada) rindo no fundo.

1- Vaca Louca

Esse é o campeão. Talvez hoje nem seja tão engraçado mais, mas quem viu isso lá nos anos 90 se lembra de ter se divertido muito. Merece o primeiro lugar justamente por ter sido o primeiro, pra mim. Em sua forma original era uma apresentação de powerpoint com dois áudios embutidos, o de uma “vaca normal”, e o de uma “vaca louca” mugindo. Foi bem na época em que ocorreram os surtos da doença da vaca louca por todo mundo, e em meio ao pânico de estar comendo carne contaminada e altamente mortal, um gênio teve a ideia de se divertir com isso. E o áudio é sensacional.

E chega, esse post tá longo demais pra algo que nem vai ser lido/visto por ninguém.

Anúncios

Um dia normal de trabalho

O telefone toca. Atendo.

– “Alô, é o Pedro?”

– Sim, sou eu.

– “Pedro, é o Borges. Anota aí o número da Kombi…”

– … Quê?? Número da Kombi?

– “É, te falei cocê (sic), anota aí a placa.”

– Cara, não tô sabendo de nada sobre Kombi não, tem certeza que sou o Pedro com quem você quer falar?

– “É sim, você é o Pedro, um  barbudim, né?”

– Sim, do setor de pessoal.

– “Então, a gente conversou outro dia sobre isso, anota aí o número da kombi”

– Não faço nem idéia do que você tá falando, acabei de voltar de licença médica e nunca conversei com você antes.

– “Ah… então tá, brigado.”

 


Chocolate de LSD

Eu não sou publicitário. Eu até pensei em fazer Publicidade e Propaganda no vestibular, mas o mesmo pode ser dito sobre quase todos os cursos, eu acho que só não pensei em fazer Matemática naqueles tempos conturbados. No entanto, eu assisto bastante sempre deixo ligada a televisão pra me fazer companhia e, de vez em quando, alguns comerciais acabam chamando minha atenção. Geralmente por aspectos negativos.

Desta forma, resolvi que de vez em quando analisarei alguns desses comerciais, mesmo sem ter nenhum preparo profissional para isso. É claro que minha intenção será, quase sempre, ridicularizar o rumo que a publicidade tomou apelando para fórmulas batidas ou simplesmente indo pra caminhos totalmente absurdos.

Como o comercial que vi ontem:

Sério, eu vou enumerar algumas coisas pra facilitar:

1- Não pode entrar com chocolate em nenhuma Biblioteca séria. E essa parece ser bem séria.

2- Tem uma galera estudando e a mulher, que já tá na rebeldia entrando com chocolate, começa a fazer aquele barulho de plástico abrindo. Muito desagradável.

3- Olha como ela quebra o chocolate. Em 0:04. Na boa, ninguém tem a manha de quebrar chocolate assim, e quando tenta acaba formando um triângulo bizarro que vai totalmente contra as normas estabelecidas pra comer chocolates divididos em paralelepípedos. Além de ser necessária uma força enorme pra quebrar da maneira que ela quebrou. Aí já dá pra sacar que as coisas vão ficar estranhas…

3b- Ela quebra o chocolate em cima de um livro aberto. Sinceramente, espero que o livro seja DELA pelo menos porque qualquer leitor sensato sabe que os farelos de chocolate cairiam nas páginas e causariam manchas. E eu tenho certeza que uma biblioteca séria dessas, apesar do lapso de deixá-la entrar com chocolate, tem uma política bastante estrita com relação a manchas em seu acervo.

4- Em seguida ela morde e… sente um vento refrescante? Sério? Chocolate refresca? No meu mundo chocolate até deixa meio com calor, pois é açúcar/energia. Se fosse um chocolate de menta ou hortelã, dava pra entender…

5- Mas tá, ela come, rola a brisa, começa uma música… e a LOUCURA COMEÇA. Eu não sabia que “chocolate ao leite” era sinônimo para “chocolate batizado com LSD”. Um pégaso surge no meio da biblioteca, vindo de baixo? E o pior, é um pégaso com asas bem mal feitas… Parece que usaram penas de ganso, o que é uma lástima. Porém é até compreensível pois penas de pégaso autênticas são um pouco raras.

6- A protagonista da propaganda mais uma vez se revela uma facínora completamente alheia a regras e resolve pular com o pégaso pela janela da biblioteca. Putz, isso é proibido em tantos níveis que eu nem posso começar a explicar. E o pior: dá pra ver em 0:19 que trata-se na verdade de um atentado contra o pobre pégaso, pois as asas dele claramente não vão passar pela abertura da janela. É por esse tipo de coisa que pégasos não aparecem tão frequentemente.

7- Ela pula pela janela com seu pégaso de asas que deveriam ter quebrado e em menos de 1 segundo já tá acima das nuvens. É tipo um pégaso a jato. Eu usaria um capacete, se fosse ela.

8- Em 0:27, ignorando completamente tudo que se conhece sobre pégasos, nosso amigo voa sem bater asas, e até solta um relincho amistoso, apesar de o ar naquela altitude ser rarefeito demais para animais (ainda que mágicos).

Eu podia fazer mais observações mas, no geral, achei a propaganda muito boa. De verdade. Peguei direitinho a mensagem que eles queriam passar. Além do mais, eu sempre quis sair aloprando por aí montado num pégaso, e graças à Lacta agora isso é possível!


Mecanismos de busca…

Ahhhhh, os mecanismos de busca! Ou melhor, quem é eu quero enganar? O Google… O Google é uma das mais importantes maravilhas da vida moderna. As pessoas vão ao Google para buscar tudo que anseiam, desde “receita de pão de queijo” até “o sentido da vida” – sim, pois o sentido da vida está no Google, em algum lugar.

Inspirado nisso, resolvi postar aqui algumas palavras-chave utilizadas em mecanismos de buscas que acabaram retornando meu blog. Antes de mais nada, é importante ressaltar que meu blog recebe visitas de somente três tipos de pessoas: amigos, fãs de cavaleiros do zodíaco (sério, só tenho três posts sobre isso mas como tem fotinha, as pessoas curtem) e pervertidos (você entenderá).

Foi um saco fazer esse gráfico

Leia e decida em qual das categorias você se encaixa (é possível – e provável – se encaixar em mais de uma):

“bacon” – Ok, eu venero bacon e falo bastante sobre isso, mas… assim? Do nada? Eu imagino que o site da Sadia e da Perdigão sejam mais relevantes que o meu, em termos de deliciosas maravilhas suínas.

“shun gay” – Totalmente compreensível se indagar a respeito disso, mas eu nunca falei que o Shun era gay. Eu disse que ele era uma mulher, e depois voltei atrás.

“galinha”moderna”logo” – Essa me intriga. Só me intriga. Por quê????

“cachorro com sono” – Sim, meu blog fala sobre cachorros com sono. Sério, eu nunca nem escrevi sobre isso.

“omelete ovo rinoceronte” – Essa me assustou. Eu espero que todos entendam que rinocerontes não colocam ovos. O nome do blog é uma farsa. UMA FARSA, entenderam? Por outro lado, caso a pessoa esteja procurando por receitas de omelete temperada com carne ou chifres de rinoceronte, compreendo totalmente. Deve ser bom, eu já comi carne de tatu, que é tipo um rinoceronte em miniatura sem chifres e completamente diferente de um rinoceronte.

“cavaleiros do zodiaco gays” – Eu até desconfio quem pode ter procurado por isso. Eu entendo que pensem isso do Shun, mas de TODOS??

“o que déve fazer quando eu me dou muito mau?” – Essa é divertida porque eu fico imaginando o cara se dando mal e indo pro pc todo tristonho, instigado pela vida a procurar na internet uma solução pros seus problemas. Mas, caso você esteja lendo isso, segue o conselho: o verbo “dever” não recebe acento nunca, e “mau” a gente só usa pra falar do Lobo Mau.

“cavaleiros do zodiaco real” – Eu detesto destruir os sonhos das pessoas mas tenho uma revelação… assim como o Papai Noel, o Coelhinho da Páscoa e o Mestre dos Magos, os Cavaleiros do Zodíaco NÃO SÃO REAIS! Eu sei, é triste. O E.T. de Varginha, por sua vez, existe mesmo.

“rebeldes e tiranos” – Essa eu tô postando só porque fiquei orgulhoso por aparecer meu blog quando alguém procura por “rebeldes e tiranos”. Mais pela parte da rebeldia, apesar de a tirania até ter seu charme.

“barbie abraçada chorando” – Eu ri mas depois fiquei pensando… que tipo de doente quer ver uma “barbie abraçada chorando”? Tipo encolhida num canto, em posição fetal, depois de descobrir alguma verdade estarrecedora sobre o Ken (acho que todos nós sabemos qual é essa verdade)?

“coisa alguma gif” – Dica: procurando por isso dá pra encontrar basicamente tudo, menos o que você procura de fato.

“devaneio” –  Essa na verdade eu gostei, achei bastante honesto. O cara chega no Google e procura por um devaneio, o conceito é bem interessante. Como se fosse um outsourcing de devaneios, pra quê devanear se você pode procurá-los no Google?

“cavaleiros do zodiaco hentai gay” – Nem vou comentar muito. Quem digitou isso precisa se tratar (e conversar com o cara que procurou por “cavaleiros do zodiaco gays”, acho que eles vão ter bastante assunto).

“fotos de boneco dos cavaleiros do sodica” – Tinha que ter alguma com erro de português bizarro.

“ceia cavaleiros do zodiaco” – Posso estar enganado, mas acho que os Cavaleiros do Zodíaco nunca ceiaram juntos – nem sei se eles comemoram o natal.

“jogos que ninguem que” – Esse cara é malandro, ele quer os jogos que ninguém quer pois assim provavelmente as pessoas não relutarão em dá-los.

“pessoa lesada.gif” – Amigo, você está procurando por algo que está entre o monitor e a sua cadeira.

E chega. Começou a ficar sem graça porque as pessoas só chegam aqui procurando por Cavaleiros do Zodíaco, praticamente. O meu blog não é sobre Cavaleiros do Zodíaco!!! E muito menos sobre a sexualidade deles! Obrigado.

Ps.: Hoje é meu aniversário. Se você veio trollar, ao menos seja educado.


eu amo róquenrôu

“Eeeu amo róquenrôu, intãobotaotamuedanamáquinadimúsica beeeibee”

Sério, eu não quero mais viver nesse planeta. Podem vir me buscar de volta.


Mamãe…!

 


Em casa de ferreiro, espeto de pau

Eu nunca entendi esse ditado que dá título ao post. Inicialmente eu pensava que era “em casa de ferreiro, espelho de pau” e ficava ainda mais confuso, porque até onde sei ferreiros não fazem espelhos.

Ontem à noite resolvi refletir sobre o dito popular em questão com o intuito de chegar a uma interpretação lógica que permita sua compreensão. Eu queria uma só, mas cheguei a cinco conclusões:

1– O ferreiro não produz espetos de ferro. É simples. Ele se especializou em outra coisa, algo como… elmos vikings, ferraduras de cavalo… ou espelhos de ferro. Sendo assim, ele precisa comprar espetos de pau para fazer seus churrasquinhos de carne de gato.

Um ferreiro medieval trabalha enquanto sua família vinda do futuro o observa

2– O ferreiro até produz espetos de ferro, mas ele é brasileiro. Ele produz espetos de ferro de péssima qualidade, já que utiliza ferro de qualidade duvidável – pois todo o ferro de primeira é exportado pra China – e ainda por cima mescla com outros metais mais baratos no processo. Logo, o produto final é ruim. E ele quer coisa fina pra sua família, não essas porcarias que servem só “pros outros”. Além do mais, como ele é um comerciante fanfarrão, também não usaria seus espetos pra consumo próprio, pois pode lucrar muito mais vendendo-os.

3– O ferreiro não compra espetos de pau e este ditado é um engodo. Tipo aquela história de que manga com leite é uma mistura mortal. Não é! Além do mais o dito popular cria uma generalização burra e injusta. E toda generalização é burra e injusta. Paradoxo, pensem nisso.

Um ferreiro trabalha enquanto usa um bigode

4– O ferreiro compra espetos de pau mas também usa seus espetos de ferro. Na verdade o ditado em momento nenhum torna impossível essa interpretação, só diz que na casa do ferreiro há espetos de pau. Não é como se na casa do ferreiro SÓ TIVESSE ISSO. Apesar de não estar escrito, ele também tem um estoque enorme de elmos vikings em sua casa.

5– Essa é a minha favorita: apesar de não ter uma formação acadêmica e sequer saber escrever o próprio nome, o ferreiro é um homem muito sábio e tem uma noção incrível de Economia. Ele entende que faz parte de um complexo sistema econômico mundial interdependente e que precisa movimentar o comércio produzindo e consumindo bens. O ferreiro até poderia produzir espetos de ferro e utilizá-los em seus churrascos, mas prefere comprar espetos de pau do carpinteiro/marceneiro para que este, por sua vez, tenha dinheiro para ir à sua vendinha comprar, digamos, elmos vikings.

Ferreiros são mundialmente conhecidos por sua sabedoria

Aliás qual a diferença entre um carpinteiro e um marceneiro, afinal? Na minha cabeça um marceneiro é um carpinteiro da cidade com acesso a ferramentas elétricas. Tipo Jesus de óculos escuros empunhando uma serra elétrica. Na cidade.

Depois dessa, já deu. Espero ter esclarecido o significado do famigerado ditado.

 

————————————–EDIT————————————–

 Era mais ou menos disso que eu tava falando:

(Só que na cidade)